Notícias

Início / Notícias

© José Fernandes / Jornal Expresso

Professora e Investigadora do Laboratório Associado TERRA Helena Freitas fala sobre sustentabilidade e ecologia no podcast “Ser ou não Ser”

Helena Freitas, Investigadora do Laboratório Associado TERRA, coordenadora do Centro de Ecologia Funcional (CFE), professora catedrática da Universidade de Coimbra e diretora do Parque de Serralves, foi convidada do podcast “Ser ou não Ser” (Jornal Expresso), um podcast semanal sobre o mundo da sustentabilidade, da ecologia e da responsabilidade.

No episódio “Ser ou não Ser” desta semana, a Professora e Investigadora Helena Freitas começou por abordar a ligação do bem-estar com a sustentabilidade. “A sustentabilidade é também um propósito coletivo de conseguirmos alcançar a prosperidade e o bem-estar dos povos”, afirmou a Investigadora.

Questionada pela moderadora do podcast, a jornalista Teresa Cotrim, sobre a ação humana nos fluxos naturais do planeta, Helena Freitas fala de uma nova era geológica – o Antropoceno. “O planeta está a ser configurado para responder quase exclusivamente àquilo que são as nossas necessidades enquanto espécie e isso traduz-se na degradação fortíssima dos grandes ecossistemas e dos nossos biomas.”, esclareceu a Investigadora do Laboratório Associado TERRA.

A Professora e Investigadora Helena Freitas falou também do problema do desaparecimento da biodiversidade, explicando que “É um processo irreversível. Perdemos, perdemos… É definitivo!”. Helena Freitas alertou que estamos numa crise profunda de extinção de espécies: “Quando falamos de extinção e desaparecimento da biodiversidade, estamos a falar de uma ameaça profunda sobre a nossa própria existência.”

No entanto, a Investigadora acredita que “a ciência continuará a trabalhar ativamente” e falou do “compromisso social da ciência” para responder ao nosso bem-estar e encontrar soluções que permitam ultrapassar as crises. Helena Freitas lembrou o exemplo da pandemia e a “capacidade mobilizadora global para encontrar uma solução”, foi “um trabalho coletivo que ultrapassou fronteiras”. Paralelamente, a Investigadora do Laboratório Associado TERRA destacou que, hoje, “até o cidadão comum” tem perceção da necessidade de encontrar soluções para minimizar o impacto nos ecossistemas e na nossa saúde.

Dos vários temas abordados, Helena Freitas partilhou também a sua perspetiva sobre o valor das árvores, sobre a biodiversidade em Portugal  e a “necessidade imperiosa de regeneração”.

Desafiada pelo convidado residente Frederico Fezas Vital, professor e consultor na área da inovação social, impacto e empreendedorismo, a Investigadora do Laboratório Associado TERRA falou ainda do seu percurso e do que a levou a interessar-se pelo mundo da sustentabilidade e da ecologia.

Notícias relacionadas

Siga-nos!

Partilhe esta notícia: